quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Textos - Preço Médio

Nova postagem na Eike Pobre.

A idéia deste texto é colocar alguns conceitos em relação a Preço médio que eu fui aprendendo ao logo do período que estou na blogosfera, via estudos, conversas com outros blogueiros/visitantes, erros e acertos nos investimentos e conclusões próprias.

Vamos lá:

1º conceito : Dividendos.

Algumas pessoas, por motivos variados, acreditam que seja possível viver de dividendos (foi a provável motivação do pobretão fazer aquele amalucado all in de Eletropaulo).

Isso seria possível se de fato o dividendo fosse a distribuição de lucros no conceito do senso comum (de comprar por R$10,00, vender por R$11,00 e tirar R$1,00 de lucro), mas não é assim que funciona.

Na prática funciona assim: Compro uma ação a R$10,00 pois ela vai pagar dividendos de R$1,00. Ótimo, seguro a ação até o momento do Ex. Dividendos e recebo uma graninha. Mas nesse mesmo momento que vc recebe o dinheiro, vc tem uma perda de capital (cotação) da ação dos mesmo R$1,00 e ela passa a valer R$9,00. Cadê o ganho dessa operação? O seu patrimônio continua os mesmos R$10,00. Antes era R$10,00 no valor da ação e agora R$1,00 em dinheiro e R$9,00 na ação.

Então qual seria a grande vantagem do dividendo? A grande vantagem é baixar o preço médio da ação.

Uma vez vi um vídeo do Bastter (sim, até o Eike Rico vê vídeos dele) e ele falou o seguinte "se vc comprou uma ação da Petrobrás a uns 20 anos, o seu preço médio é ZERO, por causa dos dividendos que vc recebeu.

Agora, surge a segunte questão: então porque as pessoas recomendam tanto a compra de empresas boas pagadoras de dividendos? Por um motivo muito simples: vc consegue abaixar o preço médio dessa ação sem fazer força e sem te gerar gastos. É a situação perfeita.

CONCLUSÃO 1º Conceito: os Dividendos só servem para baixar o preço médio da ação.



2º Conceito : Baixar preço médio 
via a aquisição de mais ações.

Esse conceito é válido quando a queda é relativamente baixa: A Usiminas chegou a ter uma cotação acima de R$13,00 e caiu para abaixo de R$6,00. Agora imagina a situação: 1 ação comprada em R$13,00, quando batesse em R$6,00, precisaria comprar 6 ações para que o preço médio viesse a R$7,00. E isso considerando uma só operação. No que é pregado na internet, vc precisaria fazer compras constantes, o que manteria o preço médio lá no alto.

CONCLUSÃO 2º conceito : A compra sistemática de ações para baixar preço médio só funciona com pequenas quedas. Um derretimento da ação torna a operação inviável.



3º conceito : Baixar preço médio via seguidas 
operações de compra na baixa e venda na alta.

Esse conceito foi demonstrado no post anterior. Lembra a operação de venda à descoberto, só que vc tem as ações para vender.

O cuidado que tem que se tomar nessa operação é que a diferença entre o preço da venda e o preço da recompra seja tal que pague todos os custos da operação e ainda sobre dinheiro. Baixar preço médio por baixar, de qualquer jeito, te levaria a um prejuizo desnecessário.

CONCLUSÃO 3º Conceito: Baixar preço médio via seguidas operações de compra na baixa e venda na alta é vantagem se a diferença de preços da venda e da compra pagar os custos da operação e ainda sobrar dinheiro.

Para concluir, vou fazer um comparativo dos 3 métodos para baixar o preço médio:

Indiscutivelmente a melhor forma é por via de Dividendos. Não te gera custos, não te gasta tempo e não te desgasta emocionalmente.

Como os Dividendos não ocorrem frequantemente (excetuando-se poucas ações como por ex. BBDC, que paga dividendos mensais) é necessário vc adotar outras estratégias para baixar o preço médio. E a segunda opção é baixar preço médio via seguidas operações de compra na baixa e venda na alta, pois vc não precisa sequer acrescentar dinheiro novo na carteira se as operações forem bem sucedidas, além de ser viável em qualquer situação que permita essa operação.

A última solução seria a compra sistemática de ações para baixar o preço médio. Essa solução só funciona para quedas suaves e exige muito capital.



Passei o meu clone Eike Batista!!!

115 comentários:

  1. Dividendos não baixam o preço médio da ação.
    Dividendos são vantajosos quando são reinvestidos. Mesmo que tenha o "desconto" de 1 real, com este dinheiro você comprará mais ações. na próxima vez que a empresa distribuir dividendos, você receberá mais.

    Mais detalhes sobre preço médio
    http://alemdapoupanca.blogspot.com.br/2012/06/serie-mastigado-preco-medio.html

    Esta obcessão por baixar preço médio pode ser uma furada. o importante é acumulação de capital. o preço médio é consequência.

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. AdP, abaixa sim pois o dividendo derruba a cotação e esse fato é o mercado que impõem.

      Na prática, o conceito de dividendos e o conceito de operação de compra e venda são similares. Pelo o que vc falou, então a minha operação do post anterior não abaixou o preço médio, pois a operação também liberou dinheiro que pode ser usado para compra de mais ações.

      O seu texto se refere ao pagamento de Imposto de Renda, que é outra conversa.

      Um abraço!

      Excluir
    2. Eike, até onde eu sei (posso falar groselha, pois sou leigo), o preço abaixa no dia ex-dividendo, voltando ao "normal" tempos depois, então isso não é algo que valha muito a pena pra esquentar a cabeça pra quem visa o longo prazo.

      Excluir
    3. Não necessariamente Corey. A cotação da ação sofre o desconto do dividendo e aí fica no critério do mercado a ação subir ou não.

      Se vc olhar nos meus primeiros fatos relevantes, vc vai ver o meu drama com a Elet3. Ganhei dividendos, ela foi descontada e depois caiu que nem jaca podre.

      No longo prazo é outra conversa.

      Excluir
    4. Mas Eike, quem fala em dividendos, investe no longo prazo, não faz sentido comprar uma ação somente por causa dos dividendos e se a empresa for sólida, o valor muito provavelmente irá subir, caso essa não seja a impressão, é melhor cair fora.

      Excluir
    5. Eike, o dividendo derruba a cotação sim, mas assim, eu posso estar falando besteira, só que isso não faz derrubar o preço que você pagou por ele. Esse preço é fixo, que só muda se você comprar mais (numa cotação maior ou menor). Vender tudo e depois comprar de novo a um preço menor é trade, mas não é fazer preço médio.

      Abraços!

      Excluir
    6. Vou te dar um exemplo que aconteceu comigo. Eu recebi dividendos do BBDC, mesmo fazendo trade. Acidentes podem acontecer... kkkk

      Corey, a cotação vai subir, independente dos dividendos. Ela vai subir pois a gestão é excelente, por ex.

      Excluir
    7. Então, é justamente isso que eu quis dizer, não tem porque se importar com uma queda na cotação quando o objetivo são os dividendos, se a empresa for boa, vai continuar a valorizar e vai continuar a distribuir dividendos.

      Excluir
    8. Bufunfa, os conflitos estão ocorrendo aqui mais por nomenclatura e padronização do que qualquer outra coisa.

      Eu não considero Dividendos como lucro, pois se antes deles vc tinha um patrimônio de 100 mil, depois deles vc continua com 100 mil.

      O cálculo do IR é outra contabilidade e requer cálculo próprio.

      Um abraço!

      Excluir
    9. Eike, pelo amor de Deus, Alá e Maomé, entenda uma coisa: eu obtenho lucro todo mês com minha empresa e não é por isso que o valor venal dela aumenta! Toda empresa tem que dar lucro, obvio que o valor de venda (cotação) da minha loja tende a aumentar com o aumento do faturamento, mas se o faturamento estagnar, eu continuarei tendo lucro (dividendos) do mesmo jeito.

      Excluir
    10. Não aumenta o valor venal porque vc retira o lucro na forma de Pro Labore. Do contrário, aumentaria sim.

      Vamos supor que vc não retirasse um centavo do lucro, e depositasse todo esse dinheiro na conta da empresa. Esse dinheiro aumentaria o valor patrimonial da mesma.

      ;-)

      Excluir
    11. Não aumentaria, quando vendemos uma empresa (estou falando de comércio, não de empresas de capital aberto) o caixa não entra na negociação, isso não faz o menor sentido (pelo menos na minha realidade). Por que alguém pagaria um prêmio por eu vender um caixa que não agrega nada na empresa?

      Excluir
    12. O meu exemplo foi mal redigido então. Vou tentar de novo:

      Vamos supor que vc não retirasse um centavo do lucro, e aumentasse o estoque da empresa. Esse dinheiro aumentaria o valor patrimonial da mesma.

      Excluir
    13. Ainda sim não aumentaria. Uma empresa pode ter um estoque monstruoso e não ser rentável, uma coisa não tem nada a ver com a outra. Além do mais nenhuma empresa consegue reinvestir 100% dos lucros e se o fizer, não faz o menor sentido. Empresas existem pra dar lucro aos acionistas.

      Quem investe focando dividendos NÃO quer que a empresa reinvista todo o lucro, ele quer que a empresa distribua parte dos lucros com os acionistas, portanto a cotação não importa muito.

      Excluir
    14. Quero dizer que se a empresa não for rentável, pode ter o maior estoque do mundo, que o valor venal será uma merda. Uma empresa assim não passa de colecionadora de estoque.

      Excluir
    15. Oi Ike,
      Estamos em discordância de conceitos. Concordo contigo que os dividendos não necessariamente alteram o patrimônio. Essa parada da neutralidade dos dividendos tem até teoria publicada.
      Mas é outra coisa falar de preço médio. Preço médio é baseado no preço que você compra. Então, se você pagou 10 e recebeu 1 de dividendo e a cotação fica a 9, teu patrimônio continua sendo 10 (1+9), mas não muda o fato que você pagou 10 na ação e agora ela vale 9. Ou seja, não baixa o preço médio. Isso só muda se você comprar mais ações ao preço de 9. Dividendo é distribuição de lucros - que vira fluxo de caixa pro acionista.
      Novamente, isso não importa muito pra trades curtos.

      Abraços!

      Excluir
    16. Bufunfa, então me explica uma coisa:

      Tudo bem, o preço médio não cai, continuo com ele a R$10,00. Aí me pagaram dividendos e a ação caiu para R$9,00. Aí eu resolvo vender a R$9,00. Se o preço médio é R$10,00 logo realizei prejuizo em R$1,00?

      Excluir
    17. Exatamente.
      O teu patrimônio não mudou (supondo que não haja corretagem). Mas você vendeu no prejuízo.

      A mágica da empresa lucrativa é que 9 vira 10 de novo, depois de um tempo. Aí você terá um patrimônio total de 11 (10 na ação e 1 no bolso), mas o preço médio sempre será 10.

      Excluir
    18. Eike,
      Vou repetir para você, dividendos não abaixam preço médio. Só existe um preço médio, que é o mesmo da Receita Federal.

      "Tudo bem, o preço médio não cai, continuo com ele a R$10,00. Aí me pagaram dividendos e a ação caiu para R$9,00. Aí eu resolvo vender a R$9,00. Se o preço médio é R$10,00 logo realizei prejuizo em R$1,00?"

      Exato. Este é o artifício é muito conhecido. Por isso não entendo esta obsessão por baixar o preço médio. Não há vantagens nisso. Preço médio só serve para fins tributários.

      Já que você citou Bastter, o próprio diz exatamente isso.

      Cara, pare de focar em preço médio. Foque no que realmente interessa, que é acumulação de capital, fluxo de caixa e ganhos.

      Eike, todo mundo está te dando conselhos, mas você sempre rebate e possui uma justificativa. De duas, uma: ou você está certo e todo mundo está errado; ou todo mundo está certo e você está errado.

      Abraços

      Excluir
  2. Oi Eike, para fins de enriquecimento da sua análise, acho importante levar em consideração alguns critérios fundamentalistas. A usiminas, por exemplo, teve um derretimento de suas margens de lucro nestes dois últimos anos, além de um grande crescimento da dívida dela. Isso provavelmente pesou para a queda da cotação.

    Na minha opinião, uma estratégia de dividendos fica melhor casada com análise de boas empresas em critérios fundamentalistas (evolução margem de lucro, ROE e dívida já é um começo).
    Claro que existem exceções, de empresas com bons fundamentos mas com a cotação lá embaixo... mas são exceções (além de serem oportunidades). Trades curtos e dividendos não casam muito bem.

    Você tem também a estratégia de optar por operar vendido. Apostando na baixa do ativo, vende a descoberto (alugando ações) e depois compra no fundo. Assim, já começa com um preço lá embaixo. Mas o risco é bem alto. Nego do banco Opportunity fez 40 milhões com o derretimento da OGX hehehe

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bufunfa, o meu texto foi focado no preço médio. Mas obrigado por acrescentar conteúdo.

      Um abraço!

      Excluir
    2. Eu acho que pra quem tem um bom fluxo de caixa, o preço médio funciona muito bem! Por exemplo, se você tem todos mês, R$ 5.000 para comprar em ações, você não tem muito com o que se preocupar em relação ao preço. Ao contrário, em um caso de bomluxo de caixa, quando a ação cai, é melhor.

      Excluir
    3. Unknown, eu entendi o que vc colocou. Comprar ações todo mês, independente da cotação.

      Mas... Isso só funciona se a tendência de longo prazo for de alta. Tenta fazer isso com o índice Shangai de 2010 pra cá. Vc teria perdido muito dinheiro.

      Excluir
  3. Eike:

    Se dividendos for furada, comprar um imóvel e aluga-lo também é. Se for pra ser xiita, o que não faz sentido é comprar ações de uma empresa que não distribui dividendos só pra se gabar que ela subiu x%, mas na realidade não se está ganhando nada com isso, ao menos que vc se desfaça de parte do patrimônio. É a mesma coisa de quem bate no peito pra dizer que o apê onde mora valorizou 1 milhão de porcentos no último ano, tudo bem, pode ter valorizado, mas o cidadão não ganha nada com isso ao menos que venda.

    Acho que não podemos ter uma visão unilateral das coisas. Investir em empresas que pagam dividendos gordos pode ser uma ótima estratégia pra quem precisa de fluxo de caixa, por outro lado, investir em empresas que não pagam dividendos mas possuem potencial de valorização pode ser legal pra quem quer aumentar o patrimônio. Não existe certo ou errado.

    Sobre baixar preço médio, não tenho opinião formada a respeito.

    Abraço!

    Corey

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Corey, a comparação de dividendos com alguel é indevida, apesar de muitas pessoas fazerem. O valor da casa não cai quando o inquilino paga o aluguel.

      Fluxo de Caixa Corey, podemos fazer vendendo um pequeno lote de ações ou vender aquela ação que teve uma rentabilidade absurda nos ultimos meses.

      Um abraço!

      Excluir
    2. Sim, Eike, isso pode ser feito, é uma estratégia, como eu disse, não há certo ou errado, mas vc não pode negar que dividendos são ótimos geradores de caixa, não é legal ser simplista e dizer que dividendos só servem pra baixar o valor da ação.

      O comparativo com imóvel não é certo, mas eu usei pra ilustrar a minha opinião.

      Excluir
    3. Eike, a casa cai sim quando paga o aluguel.
      Vamos supor que a casa valha 100k no dia 1.
      Você aluga a casa para um cara por 1k, a ser pago no dia 1 do próximo mês.
      Pergunto: O preço da casa no dia 31 vai ser o mesmo da casa no dia 1? Lembrando que quem comprar no dia 1 não receberá o aluguel.

      Preço da casa do dia 31: 100k + 1k de aluguel a ser recebido.
      Preço da casa do dia 1: 100k

      Excluir
    4. Desculpa AdP, mas acho que dessa vez vc viajou...

      Se a casa vale R$100.000,00, ela vai ser vendida por esse valor.

      Agora, quem vai receber o aluguel, se é o novo ou o velho proprietário... Acredito que seja proporcional aos dias que cada um for dono.

      Excluir
    5. Eike,
      A casa não variará de valor por causa da baixíssima liquidez, mas o que quis mostrar é que o ajuste faz sentido sim. Uma carteira sem dinheiro não poderá valer a mesma coisa que uma carteira cm dinheiro.
      Sem entrar no mérito de proporcionalidade, se você fosse o dono, você iria fazer de tudo para tentar vender no dia 1.

      Pelo que percebi, você costuma ficar obcecado com uma coisa. No início era P/VP. Depois passou a ser o mercado internacional. Agora é preço médio. E qual será a próxima? Você anda olhando individualmente os critérios, mas não procura olhar o conjunto.
      O prejuízo proveniente da venda após o ajuste de dividendos você não conhecia. Na postagem você diz que dividendos abaixam o preço médio. Você precisa pesquisar mais estes conceitos.

      Se você diz que os dividendos não fazem sentido, pois o preço é "descontado", então faça uma simulação de uma ação em um período relevante (pelo menso 5 anos). Uma simulação o dividendo não é pago, e a ação não é descontada. No outro, o dividendo é reinvestido. Veja estas simulações e comparee mostre a sua conclusão.

      Eu fico por aqui.

      Abraços

      Excluir
    6. AdP, eu não falei que não faz sentido dividendos, pelo contrário. Acho que é o melhor jeito de baixar o preço médio. Mais barato e mais simples. Então nem preciso fazer a simulação. O resultado só seria melhor se eu fizesse seguidas operações de compra na baixa e venda na alta bem sucedidas.

      Esse desconto dos dividendos eu conhecia desde maio, com a Elet3.

      Sobre o foco em uma coisa só. Deve ser sintoma do Asperger, já relatado em posts anteriores.

      Um abraço AdP!

      Excluir
    7. Dividendos não abaixam o preço médio.

      Abraços

      Excluir
    8. Dividendos não abaixam o preço médio.

      Abraços [2]

      Excluir
  4. Ai ai ai ai ai, lá vou eu de novo com meu exemplo da vaquinha.

    Imagine que você comprou uma vaquinha por 1.000 reais (será que uma vaca custa isso?)

    Aí a vaquinha ficou prenha. Então, a sua vaquinha ficou mais cara, pois tem um bezerrinho dentro dela. Digamos que você possa vendê-la por 1.100 reais.

    Mas você preferiu não vender, e continuou com ela. O bezerro nasceu, e obviamente, por não estar mais prenha, o preço dela voltou a 1.000 reais. Agora você tem 1 vaquinha de 1.000 reais + um bezerro.

    Ano que vem ela fica prenha de novo. Você pode vendê-la novamente por 1.100 reais. Mas decide não vender. Depois do nascimento, ela volta a valer 1.000 reais e você agora tem uma vaquinha e dois bezerros.

    Entendeu? Se continuar assim, em algum tempo você terá um rebanho enorme.

    A sua preocupação não deve ser se a vaquinha custa 1000 ou 1100 hoje. Mas sim se a vaca não vai ficar doente ou morrer, para que não parem de nascer bezerros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas Eike, por que está falando em preço médio?

      Eu sabia, esse é o primeiro passo.

      O segundo é admitir que nada supera o buy and hold. Você tá quase lá.kkkkkkkk

      Bjos.


      Excluir
    2. Saudade sumida! Aonde vc estava Fernanda? kkkk

      Essa sua teoria vale se o mercado precificou esses dividendos anteriormente e a elevação da cotação foi motivada única e exclusivamente por causa do bezerrinho que vai nascer... kkkk

      Mas é impossível fazer essa afirmação.

      Excluir
    3. Adorei o exemplo Fernanda, perfeito...

      Excluir
    4. kkkk

      Fernandinha, vc como todos os outros que criticaram o eikinho estão errados em suas conjecturas.

      O Eikinho tá quase entendendoo a coisa corretamente, mas vcs só atrapalham mais ainda, falando tantas tolices, rs

      Mas essa sua da vaquinha e seus dois bezerros foi insuperável!

      Um ou dois bezerros - no futuro - ao atingirem a maturidade serão mais dois bovinos do mesmo porte que a vaquinha-mãe. Portanto, uma vaca + N bezerros, se nada der errado, sim, um dia será um grande rebanho.

      Mas um dividendo anual é na melhor das hipótese 5% de uma ação. Não é como um pequeno fiotinho de bezerro que vai ganhando corpo e pêso com o tempo e se transformar em 100% da mesma ação que o gerou...

      E Corey, mizifio: quando um imóvel é alugado, o valor apurado não é descontado do seu valor imedidato de mercado como os dividendos de uma ação. E afirmar que o valor de uma ação "provavelmente" vai "voltar ao normal" no futuro (subir, rs?) é não reconhecer a mensagem subliminar embutida na classificação do mercado de ações: "renda variável". Ou seja: resultados futuros incertos.

      Aspie, vai indo assim que tá indo no caminho certo, rs.

      Só cuidado com uma coisa com o que o bastter te contou: em 20 anos de dividendos não gera necessariamente essa consequencia direta como ele expõe: custo zero. Lembre-se que ao longo de 20 anos diversos eventos corroem ou diluem dividendos (como a recente capitalização da petro). Dividendos são apenas um direito e uma forma de atualização de capital (correção monetária) ou uma taxa contratada como os nossos coleguinhas supõe.

      E sim, vc está certo na sua conclusão: dividendos, no máximo, somente são um retorno do capital inicialmente investido. Portanto não deixa de ser mesmo a única forma "justa" de baixar um preço médio. E essa asneira aí que muitos escreveram de comprar mais ações com os dividendos pra baixar preço médio de ação tb não faz sentido lógico, a não ser é claro, que as ações que vc compra valorizarão eternamente acima das taxas livre de risco.

      O resultado direto de comprar mais ação com dividendos é aumentar o seu grau de exposição a risco em RV ou a ação específica. Só isso.

      Excluir
    5. correção onde se lê:

      Dividendos são apenas um direito e uma forma de atualização de capital (correção monetária) ou uma taxa contratada como os nossos coleguinhas supõe.

      leia:

      Dividendos são apenas um direito e "NÃO" uma forma de atualização de capital (correção monetária) ou uma taxa contratada como os nossos coleguinhas supõe.

      Excluir
    6. Anonimo, vc é homem ou mulher? Se vc for mulher, eu adorei o "Eikinho" kkk ...

      Eu percebo que as pessoas tratam os dividendos como algo sagrado... kkkk O patrimônio não aumenta com o pagamento de dividendos. Com ações, só tem uma forma de ganhar dinheiro: com a cotação subindo.

      Gostei do seu texto. Estamos afinados a respeito do tema... kkkk

      Vc só podia ter pego um pouquinho mais leve com a Fernandinha... ;-)

      Um abraço, seja sempre bem vindo!

      Excluir
    7. É que eu sou ciumenta e competitiva, eikinho.. hihihihi

      Mas um dia te mando o telefone da mesa da corretora aonde eu opero e aí a gente se afina melhor.

      E o troll é um zébostinha, sei quem ele é. Não vai na conversinha dele. Um dia eu revelo. Mas por enquanto vamos dar corda pro sabichão. Tá divertido.

      bjs

      Excluir
    8. Hum... se vc quiser, podemos nos unir e pensarei só em vc... ;-)

      Não sabia do meu poder de sedução... kkkkkkkkkkkkk

      Beijos!

      Excluir
    9. Se essa "Anônima" não for o Investidor Troll, corto um braço fora

      Excluir
    10. pode então pegar o serrote e começar... hihihihi

      Excluir
    11. Só algumas considerações:

      "Imagine que você comprou uma vaquinha por 1.000 reais (será que uma vaca custa isso?)"

      Normalmente entre mil a dez mil reais uma vaca custa, depende da serventia dela, se é para aumento de rebanho ou leiteira.

      "Mas um dividendo anual é na melhor das hipótese 5% de uma ação. Não é como um pequeno fiotinho de bezerro que vai ganhando corpo e pêso com o tempo e se transformar em 100% da mesma ação que o gerou..."

      Um papel e Duas palavras: EPL4 (de 5 a 1 ano atrás), Juros composto.

      "E sim, vc está certo na sua conclusão: dividendos, no máximo, somente são um retorno do capital inicialmente investido. Portanto não deixa de ser mesmo a única forma "justa" de baixar um preço médio. E essa asneira aí que muitos escreveram de comprar mais ações com os dividendos pra baixar preço médio de ação tb não faz sentido lógico, a não ser é claro, que as ações que vc compra valorizarão eternamente acima das taxas livre de risco. "

      Me dê uma literatura de respeito que me diga isso.

      Excluir
    12. Estagiário,

      As suas observações só provam uma coisa: pouco conhecimento matemático.

      1) Se uma ação custa 10,00 e te gera um dividendo de 5%, vc recebe 0,50 por ação. Então se vc possui 20 ações, sobre esse valor total de 200 reais (20*10) vc irá receber mais 10,00. Então com esses 10,00 vc compra MAIS UMA AÇÃO. Digamos que daqui 5 anos a ação valoriza 1900%, então ela passa a valer 200,00! Uau! Só que ela continua sendo apenas uma ação e nunca será 20 ações. Vc sempre continuará com 21 ações (20+1) como no início. Vc está confundindo “valorização” com “crescimento”. O seu “rebanho” de ações não cresceu, só valorizou. Diferente de um bezerrinho e uma vaquinha que no futuro poderão ser 2 vaquinhas: seria o equivalente a “transformação” de 1 ação em 20 ações no futuro. E até mesmo uma vaquinha pode valorizar e muito em 5 anos. Então imagine 2 bem gordinhas, rs

      2) A literatura que posso te indicar são livros de matemática básica e um pouco de bom senso no seu atual estágio de compreensão. Se vc NÃO compra mais ações com os dividendos o seu preço médio de fato baixa, porque ele vai funcionar como uma forma de amortização do seu investimento inicial.

      3) Mas a título de curiosidade porque a variação é quase ínfima..... Se vc comprar mais ações usando os dividendos, o seu preço médio somente irá baixar se o seu preço de custo estiver acima do valor de mercado (vc no prejuízo..). Porque se o seu custo estiver abaixo do valor praticado no mercado (vc no lucro..), o seu preço médio, ao contrário, irá subir. E sempre lembrando que o preço de 1 ação atuando sobre o PM de 20 ações, ou mesmo de 1000 ações sobre 20.000 de ações (5%) pouco alteram esses PMs.

      4) Agora - É CLARO - se as ações que vc é CAPAZ de escolher e comprar valorizarão eternamente (como nos exemplos que vcs adoram demonstrar com valorizações positivas e constantes ao longo de um determinado espaço de tempo escolhido a dedo) é ÓBVIO que se além de valorização eterna, vc se acrescentar um plus extra de 5% anuais sobre esses volumes em constante valorização positiva, de fato, o céu é o limite. Mas infelizmente não é assim que funcionam ações de empresas listadas em bolsa no longo prazo.

      Mas vc pode pagar pra ver... É um direito seu, rs.

      Excluir
    13. Adoro as holísticas que os anônimos dão para os blogueiros. Mas, não vou entrar neste comentário.

      A única diferença entre uma vaca e uma ação é o tempo na qual você está dando para a análise.
      Troque por uma análise de um ser humano e 18 anos.
      Em 18 anos, um bebe nasce, cresce e começa no mercado de trabalho. Recebendo 18 anos de dividendos, você também tem a mesma análise. Faça 5% por 18 anos em um ambiente de juros compostos.

      Depende do ponto de vista. Você pode utilizar como uma amortização, como se você tivesse mil reais e colocasse em um investimento até ele lhe retornar os mil reais, ou você pode utilizar o método que os blogueiros estão falando. Dependendo da sua análise os certos e errados mudam.

      Eike, primeiro você tem que definir como você enxerga as coisas, como amortização ou como os outros blogueiros enxergam, tudo depende do angulo de visão. Com isso você muda seus valores de certo e errado.

      Uta!

      Excluir
    14. Estágio....

      "Adoro as holísticas que os anônimos dão para os blogueiros"

      Hoje em dia numa discussão de internet, soltar uma frase de efeito pseudo-itelectual pra impressionar a contraparte, não causa o mesmo impacto como numa discussão num ambiente real. Porque quando se segue nessa linha numa discussão de internet, aí tudo acaba virando um duelo de quem é mais rápido no uso do google, rs

      Voltando ao que interessa....

      Agora sua argumentação parte do princípio da certeza (?) de uma rentabilização positiva, exponencial, líquida e certa no longo prazo de um "valor" e não do aumento da "quantidade".

      Vc está confundindo um BEM "pequeno" que se torna "grande" através de expressões de valores e não através de quantidades ou volumes.

      Quantidade é algo mensurável e valor é subjetivo. Se vc não vê distinção nisso, cuidado, vc corre sério risco no que vc considera que sejam "análises".

      E se vc consegue ver semelhanças entre uma ação, uma vaca e um humano através da variável "tempo" e ainda mais "tempo ao longo do futuro".... É porque a coisa é mais feia do que eu pensava. Não é uma questão de ponto de vista. É de ilusão: falácia de habilidade, de narrativa, etc...

      Excluir
  5. Eike, o post é bom, mas precisamos de números para sermos convencidos. Um gráfico comparando a redução do preço médio através de diversos métodos seria interessante.

    Já que vc chegou a essas conclusões, acho importante continuar postando seus resultados, pois assim poderemos acompanhar a evolução do seu método. Não esqueça de reavaliar a cada 6 meses para saber se está valendo a pena. Eu, por exemplo, estava operando muitas opções de baixa liquidez. Quando reavaliei, vi que valia a pena operar menos essas opções.

    Eu prego a simplicidade. Girar pouco capital, aportar, comprar empresas com bons fundamentos, lucros consistentes e dívida equilibrada. Eu acho que quem seguir esses passos, nunca precisará lembrar do preço médio de seus papéis.

    Já que vc citou o bastter, convém colocar um vídeo dele sobre o assunto:

    http://www.youtube.com/watch?v=IOXRJuoG420

    Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade Troll, ainda vou chegar o dia que vou fazer que nem o investidor sardinha, que comprou as ações das forjas taurus, esqueceu e o patrimônio valorirou 50%.

      Mas para isso eu tenho que ter calma e saber escolher as ações.

      Quando vc fala em números vc quer números fctícios para demosntrar ou vc quer um comparativo no mundo real?

      Excluir
    2. Um comparativo com números reais, através de dados passados, seria muito interessante.

      Vc está estudando fazer um all-in, Eike? Ainda que vc escolha uma ótima empresa, algo que não está a seu alcance pode acontecer e derrubar a cotação. Os exemplos estão aí, basta observar. Governo baixando custo da energia e abrindo fogo contra o spread bancário. Tem que ter nervos de aço para fazer all-in por 2 motivos:

      1) Não vender no fundo, quando a cotação desabar;

      2) não realizar lucro cedo demais, quando a cotação disparar.

      Vou repetir o que já disse por aí: a única forma que vejo de fazer um all-in bem sucedido é usando insider trading. Porém, essa conduta é criminosa.

      Não acho que vc deva comparar sua valorização patrimonial com a de nenhum blogueiro. Vc tem que investir da forma que se sente bem. Minhas ações não valorizaram tanto esse ano, mas estou muito feliz, pois tive a disciplina de manter os gastos dentro do meu orçamento, sem abrir mão de alguns prazeres e presentes a mim mesmo... rs

      Excluir
  6. cuidado eike, não pense que esse troll mudou alguma coisa. ele está só se contendo agora mas pode lhe escurraçar a qualquer momento.

    não confie em um traste desse. se possível nem aceite mais os comentários aqui. a comunidade toda tem q dar uma gelada nesse cara, que mais causa transtorno do que acrescenta.

    fica o aviso e pode apagar esse comentário.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. errou, não é o FI. quem se passou covardemente pelo FI foi vc mesmo troll.

      olhaí eike, fica o aviso...

      Excluir
    2. FM aliás

      eike o cara fixou em vc e não larga mais, fica o dia inteiro aqui pra ver os comentarios, ta vendo?

      to achando q sua observação sobre ele ser psicopata está correta.

      Excluir
  7. Essa questão de preço médio e dividendos sempre gera controvérsia, mas na verdade tudo não passa de como é feita a CONTABILIZAÇÃO, se você vai ou não CONTABILIZAR o dividendo como abatimento do preço médio OU como rentabilidade(entrada de dinheiro)/prejuízo(saída de dinheiro).

    Cenário 1: não descontar do preço médio

    Você pagou 100 de uma ação e recebeu 10 de dividendos e digamos que no fechamento do dia ex o mercado foi bonzinho e fechou com os mesmos 100 e não 90, quer dizer que você ganhou 20 este dia? ERRADO, você pagou 100 e a ação continua valendo 100! Logo, você ganhou só 10 dos dividendos PORQUE O MERCADO TE COMPENSOU POR ISSO, que aí sim podem ser CONTABILIZADO como dinheiro novo, se tivesse fechado o dia com 90,00 não teria mudado nada na carteira pois você pagou 100,00 pelo ativo!

    Cenário 2 descontar do preço médio

    Nesse caso você comprou por 100, recebeu os 10 e resolveu descontar do seu preço médio então ficou com preço médio de 90, Ok.
    Se no final do dia a ação valorizar a 100,00 você vai contabilizar os 10 dos dividendos como RENTABILIDADE, MAS, se o preço do ativo fechou em 90,00 não mudou NADA na sua carteira, afinal o valor dela continua o mesmo pois você descontou o preço médio! Desta maneira apenas para efeito de controle, a rentabilidade estará SOMENTE na cotação do ativo pois você DESCONTOU os dividendos da cotação, dessa forma você tem sim os 10,00 na sua conta para comprar outros ativos mas NÃO PODE considerar seu preço de entrada como 100,00, esse é o X da questão, é um pouco confuso mas não passa de uma questão contábil, no fim dá no mesmo!

    Eu prefiro descontar do preço médio e me focar apenas na cotação do ativo, por achar mais fácil controlar assim pois quando o ativo chegar a 0 quer dizer que ele se pagou passivamente e começo a partir daí contabilizar os dividendos como dinheiro novo, mas aí vai de cada um!

    Ficou meio confuso mas espero ter conseguido ser claro o suficiente...

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Perfeita a explanação do "Investidor Alternativo"

      Excluir
    2. Vc mandou bem IA. É isso que eu penso. Vai da contabilidade.

      No meu pior momento na bolsa, eu posso contabilizar de duas formas:

      2000,00 de prejuizo + 300,00 de dividendos ou
      1700,00 de prejuizo.

      Apesar de concordar que se trata de mera contabilidade, eu prefiro contabilizar 1700,00 de prejuizo.

      Um abraço!

      Excluir
    3. É isso aí, tudo depende da conta que irá lançar o dividendo, se for na conta "preço médio" o dividendo entra negativo, se for na "conta corretora" o dividendo entra positivo, o importante é somente uma conta sofrer lançamento.

      Excluir
    4. Entendi a parada de baixar o preço médio via desconto de dividendos. Vivendo e aprendendo hehe... ainda assim, me parece que ela é melhor aplicada usando estratégia de longo prazo, com boas pagadoras de dividendos. Aí tem que ver se compensa fazer muitos trades pra baixar esse preço, lembrando que corretagem eleva o pm de compra e diminui o pm de venda. Na pratica, isso é o "timing" de entrada.
      Abs!

      Excluir
    5. Adicionando teu blog, aliás. Valeu!

      Excluir
    6. Acabei de te adicionar no meu, Bufunfa!

      Excluir
  8. Eike,

    sempre que recebi dividendos, a ação foi descontada (of course). No entanto, em todos os casos a cotação da ação subiu novamente. Algumas até no mesmo dia.
    Preço médio só é importante para IR.
    Para longo prazo, não faz diferença, é isso que o Bastter quis dizer no vídeo da petrobras.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. GIL, a importante é que precisamos contabilizar essas operações para saber se estamos com lucro ou prejuizo.

      E diminuir o preço médio é uma garantia de que quando o valor da ação recuperar o valor, o ganho será maior.

      Excluir
  9. Eike você voou baixo hoje kkkkkk
    Me lebro que em 2010 eu tinha TNLP4 e certo dia ela valorizou de 25,00 para para 26,30 ou 6% de aumento em só dia...mas o preço subiu porque este dia seria o ultimo antes do ex-dividendo, no dia seguinte ela caiu de 26,30 para 25,00 mas a rentabilidade não foi negativa ficou simplesmente zerada, pois estava somando o valor + dividendos....não me lembro dos valores exatos mas esta é a história.

    Um abração Eike.

    Lord.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc viu? Eu sou um trilionário! kkkkkkkkkkkk

      Os dividendos foram de mais ou menos 1,30, né?

      Um abração!

      Excluir
  10. Não porque essa de preço médio baixo no médio/longo prazo isso não serve de nada porque se a empresa for boa o seu PM vai tá lá em baixo.

    ResponderExcluir
  11. PM, eu só uso para IR mesmo. Já os dividendos só servem para ser reinvestidos durante a formação da carteira. Vc só vai contabilizar dividendos como renda quando sua carteira for muito antiga.

    No meu caso por exemplo, minha meta é receber dividendos mensais equivalentes a meu salário. Antes disso, eles serão única e exclusivamente reinvestidos, não importa o preço da ação.

    ResponderExcluir
  12. Noooosssa!! Q confusão q tu fez, Eike !!! rsrsrsrsrsrs

    Bom, como muitos já colocaram aí em cima, dividendos e preço médio não tem nada a ver. Acho q vc está confundindo alhos com bugalhos.

    A ação é um DIREITO seu. Você tem DIREITO a receber o LUCRO da EMPRESA. Este LUCRO é chamado de DIVIDENDOS.

    Por uma regra CONTÁBIL, qdo os dividendos são distribuídos eles TÊM q ser descontados da ação.

    PATRIMÔNIO LÍQUIDO = ATIVO - PASSIVO

    As ações refletem o patrimônio líquido da empresa!!!!!!

    Se não fossem negociadas em mercado aberto, o P/VP de cada ação seria exatamente igual a 1,000000.

    Vejamos um exemplo simples.

    Entre ativos e passivos, o patrimônio líquido da padaria é de R$ 10.000.

    Ao final do ano, seu Manuel auferiu lucro de R$ 1.000. Este dinheiro vai inicialmente para o caixa. Caixa é ATIVO. Então, o ativo aumentou em R$ 1.000! Como o Passivo não mudou, então de tabela, o Patrimônio Líquido aumentou R$ 1.000.

    Ou seja, neste momento, o patrimônio líquido é de R$ 11.000.

    Mas o que fazer com o lucro?? Basicamente duas opções:

    1) Incorporar ao caixa, para utilização futura.
    2) Distribuir para os acionistas da padaria.

    Se o lucro for distribuído para os acionistas, ele não mais pertencerá a empresa. A empresa irá diminuir seu caixa em 1.000 para pagar os acionistas. Assim, o patrimônio líquido voltará para 10.000.

    E como o patrimônio líquido representa o valor da ação, ocorreu que nada mudou para quem era acionista na padaria, em termos de valor da ação.

    PATRIMÔNIO LÍQUIDO! Isso q é importante nesta discussão!

    O exemplo da vaquinha é ótimo. Acho que vou fazer um post sobre isso! rsrsrsrs

    []s!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Discordo dessa sua explanação, Dimarcinho.

      Segundo o conceito da contabilidade que vc está colocando, o lucro entra como ativo. Mas a distribuição do lucro entra como passivo, logo é indevido dizer que o patrimônio líquido da empresa aumentou.

      Aumentaria se fosse incorporado ao caixa ou se fosse reinvestido de alguma forma pela mesma.

      Excluir
    2. Entretanto, não dá pra se negar que o motor desta valorização, no longo prazo, é o lucro.
      Tanto os lucros distribuídos na forma de dividendos quanto os lucros incorporados ao patrimônio valorizam a empresa e, consequentemente, a ação.

      Excluir
    3. Cara, neste caso em específico a questão não é vc concordar ou não. A regra É essa!

      "Aumentaria se fosse incorporado ao caixa ou se fosse reinvestido de alguma forma pela mesma."

      Ué, eu falei q isso era uma das opções. Só que a partir do momento que o dinheiro é distribuído aos acionistas, ele não mais pertence a empresa. Ele não fica como passivo. Ele sai do caixa. Passivo é uma dívida que permanece. Os dividendos é como se fosse despesa. Vai diminuir o caixa.

      Pode buscar na internet. É exatamente isto que eu falei.

      Excluir
    4. dimarcinho, vc viu bem o que vc escreveu?

      "Ele não fica como passivo. Ele sai do caixa. Passivo é uma dívida que permanece. Os dividendos é como se fosse despesa. Vai diminuir o caixa."

      Esse não é o conceito de Ativo e Passivo.

      Segundo o "Curso moderno de contabilidade Lisa":

      Patrimônio: Ativo + Passivo
      Ativo: Bens e Direitos
      Passivo: Obrigações

      E despesas são obrigações. Portanto, passivo.

      Excluir
    5. Eike,

      vc precisa estudar Contabilidade também.

      Despesas não são Passivo !!!!!!!

      Excluir
    6. dimarcinho, da onde vc tirou essa idéia que despesa não é passivo?

      Excluir
    7. Eike,

      vc já estudou Contabilidade? À luz desta ciência, Despesa e Passivo são coisas bem diferentes !!!!!!!!

      Excluir
    8. Quem não estudou contabilidade aqui foi vc, dimarcinho.

      Despesa é obrigação.

      Se despesa não é passivo, é o que então?

      Excluir
    9. Eike,

      vc está falando da CONTA DESPESA, ou está utilizando "despesa" como a palavra recorrente do dia-a-dia ?

      Excluir
    10. Quando vc fala de "conta despesa" imagino ser uma conta corrente que tenha um dinheiro para ser usado para gastos corriqueiros.

      Nesse caso, o dinheiro que estiver lá dentro de fato é um ativo.

      Mas quando vc pega R$1,00 dessa conta e compra um cafezinho, por ex, esse café é um passivo para empresa.

      É óbvio que vc não vai criar uma linha na sua contabilidade para relatar que comprou um cafezinho por R$1,00. Nesse caso existe a linha "despesas".

      Será que entramos num acordo?

      Excluir
    11. Bom, isso não é Contabilidade... veja "imagino q seja"; CONTA em contabilidade não tem nada a ver com conta corrente, assim como Despesa é muito diferente da nossa despesa.

      Veja essa frase:

      Dinheiro que sai do caixa acaba creditando o ativo, diminuindo o mesmo.

      Se essa frase não faz sentido pra vc, então nossa discussão está sendo inútil, vc não entendo os TERMOS TÉCNICOS de contabilidade.

      Tenta procurar no Google o porquê dos dividendos serem descontados da ação q vc irá encontrar exatamente o mesmo tipo de explicação que dei acima.

      Sem querer ser ofensivo, mas na boa mesmo... tenho q perguntar: todo Aspie tb é teimoso?

      Excluir
    12. Dinheiro que sai do caixa acaba creditando o ativo, diminuindo o mesmo.

      Isso é muito genérico. O dinheiro saiu para fazer o que? Para uma despesa ou para compra de um terreno, por ex? Diminuindo o mesmo o que? O caixa ou o ativo?

      Teimosia por teimosia a sua é muito maior... kkkkkkk

      Excluir
    13. Eike,

      vc está confundindo os termos TÉCNICOS de contabilidade com os termos corriqueiros do dia-a-dia. Enqto o débito para nós, corriqueiramente, significa diminuir, um débito no ativo o faz aumentar, por exemplo.

      Independente disso, vamos voltar ao exemplo da padaria do seu Manoel. A padaria foi aberta com o Manoel e mais 3 vizinhos, cada um entrando com 25%. Eles todos são sócios e tem direito a 25% dos lucros da padaria.

      No início do ano, a situação era essa:
      Ativos - 20mil
      Passivos - 10mil
      Patrimônio Líquido (PL) = 20 - 10 = 10mil

      Ao final do ano, a padaria LUCROU 1,0mil.

      Este dinheiro vai para o CAIXA da empresa !!!!!! E o caixa AUMENTA em 1,0mil.

      A situação patrimonial fica:

      Ativos - 21mil
      Passivos - 10mil
      PL = 21 - 10 = 11mil

      Neste EXATO momento, as ações da sociedade valem 11/4 = 2,75mil cada uma. Se algum outro vizinho quiser comprar 25%, terá que pagar por isso.

      Eles resolvem fazer uma reunião para ver quanto do lucro será distribuído e qto será reinvestido na empresa e decidem que não irão distribuir 100% dos lucros para os sócios.

      De onde virá esse dinheiro (que serão os dividendos) ???

      O dinheiro virá do CAIXA da empresa!

      Assim, o caixa irá diminuir 1,0mil. Consequentemente, o ativo também irá diminuir 1,0mil. E assim teremos a seguinte situação patrimonial:

      Ativos - 20mil
      Passivos - 10mil
      PL = 20 - 10 = 10mil

      Agora que os sócios já receberam os lucros, quanto está valendo cada ação? Está valendo 10/4 = 2,5mil cada uma.

      Se vc não descontasse o valor da ação, o que aconteceria?

      Ficaria assim:

      Ativos - 20mil
      Passivos - 10mil
      Patrimônio Líquido - 21mil

      Vc estaria inventando dinheiro!!!!

      Processo parecido ocorre qdo a empresa dá bonificação em forma de ações para os gerentes. Se vc olhar, irá notar que essas ações, qdo convertidas, irão parar em Ações em Tesouraria, as quais DIMINUEM o patrimônio líquido, visto que simplesmente inventaram os papéis do nada!

      A regra é essa, vc está sendo teimoso. Não sou eu que estou inventando isso. Isto é regra contábil, a qual faz MUITO sentido, caso contrário estaríamos inventando dinheiro nos balanços da empresa.

      O valor de mercado da empresa não afeta o balanço da mesma...

      Excluir
    14. Tudo bem, eu não estou questionando isso que vc escreveu.

      Só estou falando que o pagamento dos lucros aos acionistas é considerado um passivo na hora de fazer o balanço.

      Excluir
    15. Sim, se existe um planejamento futuro de pagar os dividendos, vc já os pode lançar agora no passivo...

      Mas para este exemplo simples, o dividendo vai entrar direto como despesa

      Excluir
  13. esse marcinho sempre pagando uma de expert, rs

    ações negociadas em bolsa não refletem patrimonio liquido da empresa, mas sim o seu valor de mercado em bolsa naquele instante.

    e o exemplo da vaquinha é uma analogia equivocada, tá errado.

    ps - confusão danada quem fez foi vc, com esse seu último artigo sobre como calcular o valor de uma ação criando aquele exemplo irreal de um imóvel com valorização fixa de 10% todo ano por 4 anos seguidos, mas alugado pelos mesmos 4 anos mas sem reajuste no mesmo período, rs




    ResponderExcluir
    Respostas
    1. nada contra mas esse dimarcinho viaja muito na maionese

      Excluir
    2. Olha como uma falta de aula de interpretação de texto torna alguém idiota:

      "As ações refletem o patrimônio líquido da empresa!!!!!!

      Se não fossem negociadas em mercado aberto, o P/VP de cada ação seria exatamente igual a 1,000000."

      Obviamente, elas possuem valor de mercado. Mas se não tivessem? Qual seria o tratamento?

      Exatamente este q eu expus!

      Os 2 anônimos imbecis, vão ler um pouquinho de Gitman, pois pelo visto tem uma galera q se mete com ações mas não consegue nem entender uma conversão de taxas...

      As ações não valem o Patrimônio Líquido da empresa? Meu amigo, se a empresa fechar AMANHÃ, quitando todas as dívidas.... quanto sobram para os acionistas?

      Sério, os anônimos são os que falam mais merda por um simples motivo: vergonha total de ter uma identidade (mesmo q virtual) para falar merda atrás de merda....

      Excluir
    3. marcinho....

      contexto, filho, contexto...

      o assunto que vc entrou aqui é sobre ações negociadas em bolsa.

      e empresas que fecham "amanhã" quitando tudo e vendendo tudo é pra lá de evento raro: ou vão a falência ou são incorporadas no mundo real; que pelo visto não é aonde vc vivev(mundo real).

      maioneze até pode... mas viagem não, rs

      Excluir
    4. Então por que os dividendos são descontados da ação, meu caro?

      Gostaria de saber sua opinião de expert no assunto.

      Excluir
    5. entendo.... vc quer desviar o assunto do seu equívoco acima desviando o foco pra outra discussão.

      bela tentativa, rs

      Excluir
    6. Não, não. O foco aqui é a discussão do tópico, no qual o Eike falou que Dividendos abaixam o preço médio de uma ação e eu falei q não tem nada a ver uma coisa com a outra.

      O dividendo é descontado da ação por um fato contábil, já explicado por mim anteriormente.

      Desculpa, mas nem pra tentar se passar por troll vc consegue.

      Excluir
  14. Cara anon1,

    os aluguéis não foram reajustados, pois o texto é didático.

    Se o cérebro de passarinho não consegue perceber isso, imagina eu complicando mais ainda, piorando as contas?

    Nota o seu grau de burrice? Provavelmente, não, né?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. mas marcinho, mizifio...

      vc até pode criar exemplos hipotéticos mas esses exemplos tem que possuir alguma aderência com a realidade...

      quando vc apresenta um aluguel sem reajuste por 4 anos, contra uma tx de inflação de 5% aa, óbvio, vc já está tirando a validade da hipotese, porque isso non ecziste no mundo real.

      e quando vc, sobre esse mesmo imovel alugado e com a mesma tx de inflação, o apresenta com uma valorização futura liquida e certa de 10% aa, vc está criando uma hipótese que só pode ser confirmada com uma bola de cristal (valorização futura).

      E mais uma coisa: ofender, xingar, acusar, impingir, insinuar adjetivos a sua contraparte num colóquio não produz o efeito desejado que vc tenta alcançar: ou seja estar certo!

      E é usando desses termos e destempero que vc participa das reuniões dos engenheiros aí na petro?

      só mostra que além de viajar na maioneze, também, é claudicante em suas convicções.

      Excluir
    2. Não, estou lhe xingando. Apenas estou constatando a sua incapacidade mental.

      Você não ensina uma pessoal a multiplicar antes de ensinar a somar. Estou indo aos poucos pois recebi e-mails de pessoas com dúvidas básicas.

      Mas se for colocar a realidade toda em jogo, ficaria mto complicado. E a taxa de vacância? E se o IGP-M explodir? E se houver um boom? E se isso, e se aquilo?

      ESTA é a realidade. Ainda não cheguei nela, a teoria é importante para poder pisar no mundo real. Vejo que mtos da blogosfera ainda não conhecem os conceitos BÁSICOS de Finanças e é por isso q fiz tais considerações.

      O meu 3º artigo já está pronto, bem mais real. Mas vejo q vc terá dificuldades de entender, pois não conseguiu nem captar a ideia do 2º (mtooo básico)

      Conclusão: você não entendeu NADA do meu artigo e quer dizer q eu to viajando na maoineze?? Tadinho, ser burro deve ser complicado...

      Sds,

      Excluir
    3. Nessa discussão vou concordar com o dimarcinho.

      Para efeito desse cálculo, a inflação não importa, pois estamos nos referendo a valores reais. Só há erro no cálculo se o aluguel subir acima ou abaixo da inflação, pois afetaria o valor real.

      Excluir
    4. Pelo menos uma coisa certa vc disse:

      "com a realidade toda em jogo, ficaria muito complicado"

      Mas acontece que é assim que é.

      O que vc faz não é teorizar, mas sim, uma simplificação idealizada que nem mesmo dá pra aproveitar como uma hipótese possível de ocorrer no futuro.

      E mais: vc usou esse cenário fora de realidade pra explicar o óbvio, ou seja, se a taxa de desvalorização monetária for maior que a taxa de correção monetária, óbvio, menor ou negativo será o retorno. E vice-versa o contrário.

      Acho que vc resumir suas aulas em somente repassar as fórmulas de forma clara, sem tantos adereços, tenho certeza que seus seguidores serão mais bem servidos.

      Excluir
    5. eikinho,

      se a inflação não importa é então porque ela é irrelevante ao entendimento do que seja valor presente.

      então se irrelevante, não deveria entrar nos cálculos e projeções...

      ....ou não?

      Excluir
    6. Anônima do meu coração, com certeza a inflação é coisa do capeta e que não é irrelevante.

      Mas para demonstrar o que ele está querendo provar não é necessário embutir a inflação no cálculo.

      Excluir
    7. sim, eikinho.... é sim.

      Excluir
    8. O que importa é a linha de raciocínio, este anônimo não consegue ver isso...

      Pra q eu levar em consideração 300 mil variáveis e possibilidades?

      Sobre as fórmulas, a grande maioria das pessoas sente dificuldade em aprender JUSTAMENTE pelo fato de mtas fórmulas e números. Elas aprendem mto mais fácil com exemplos reais.

      Enfim, não preciso ficar aki explicando o porquê de como eu faço ou deixo de fazer os artigos.

      A única coisa q posso concluir, é q vc realmente não entendeu porra nenhuma do q estou fazendo. Típico de anônimo.

      Excluir
    9. Exemplos errados, correção, marcinho, rs!

      Ali onde vc escreveu:

      "Outro detalhe importante a se notar é que, como o lucro foi pouco mais de R$ 83mil em valores de hoje, significa dizer que mesmo que o imóvel estivesse hoje custando R$ 283mil, o negócio ainda seria lucrativo. Mas teria rentabilidade próxima à zero."

      Veja que se o imóvel hoje fosse 283K, caso apliquemos suas projeções sugeridas (10% aa) o lucro seria até maior e não menor como vc escreveu.

      Ou vc quer dizer que se o imóvel hoje já custasse 283K, então não teria "direito" a mesma valorização de 10% anual se estivesse a 200K?

      A valorização 9ou desvalorização) de um imovel é uma consequencia do mercado em si ou apenas de um valor arbitrado ao imóvel em si por qualquer um?

      Entende agora o que eu quero dizer que com exemplos irreais vc não constrói uma compreensão correta?



      Excluir
    10. Vc não entendeu porra nenhuma anonimo!

      O Dimarcinho cria exemplos contidos dentro de outros exemplos!

      Ele faz assim que pra saber se o leitor tá ligado no lance... djadjadaojcasoc

      Excluir
    11. Cara q dificuldade de interpretação, hein?

      Se vc não entendeu q eu quis dizer q o imóvel hj estaria valendo 200mil e daki a 4 anos estaria valendo 292mil, não posso fazer nada...

      Sério, não vou nem perder tempo tentando explicar seu exemplo esdrúxulo...

      Excluir
  15. Pessoal, muito saudável a discussão, mas discutir contabilidade não vai fazer o PM baixar. Se querem usar contabilidade na bolsa, sugiro um livro de Análise de Balanços.

    By the way, se queremos baixar o preço médio, temos que saber no mínimo o que ele reflete.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Troll no combate a trollagem...

      Excluir
  16. Fala Eike. Passei parte do tempo relendo o texto - pois não estava entendendo bem - e o preço médio faz sentido nessas "vendas cobertas". Estou com PM acima do desejado na HRTP3 e fui para as contas (na tabela do AdP) testar sua idéia e faz sentido, mas só para uma queda razoável (no swing trade - uma venda na alta do anterior e compra na baixa do posterior). No mesmo dia gera muito IR e taxa da corretora. Depois relato o resultado.

    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que a minha teoria está sendo aceita antes da minha morte... kkkkkkkkkkkkkkkkk

      Excluir
    2. investidorfinanceiro, de fato a transação é considerada como lucro no day trade.

      Excluir
  17. vamos apoiar o pobretão no blogroll do viver de renda...

    http://pobretaonoblogroll.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vcs também não valem nada... kkkkkkkkkkkkk

      Excluir
    2. Mais uma do Investidor Troll, esse cara é demais...

      Sò tem uma coisa errada lá: nós anônimos não podemos comentar

      Excluir
    3. Liberaram agora, já deixei meu voto de apoio a causa...

      Excluir
    4. Já foi excluído...

      Excluir
    5. O blog foi excluído

      Excluir